Santa Filomena em Portugal

Recado do Diretor Espiritual

banner homepage_icon
da Confraternidade

XXI Domingo do Tempo Comum – Ano C


Leitura da Profecia de Isaías (Is 66, 18-21)

Ideia principal: Também de entre os excluídos Deus escolherá alguns deles para sacerdotes e levitas.
- O texto de Isaías é tirado da parte final do último capítulo da profecia. Anuncia-se a conversão dos gentios e a universalidade da salvação, profecia que teve o seu pleno cumprimento na Nova Jerusalém que é a Igreja. Tarsis será a colónia fenícia de Tartesus, no Sul de Espanha, perto da foz do rio Guadalquivir, que representa o extremo Ocidente. Os outros povos referidos são do Norte de África, Ásia Menor e Grécia.
- Isaías rompe assim os nossos estreitos e falsos privilégios e alarga em muito a estrada da salvação, pondo a circular por ela, a caminho de Jerusalém, todos os povos. Encontra-se a primeira Leitura com o Evangelho de hoje (Lc 13, 22-30): «Comemos e bebemos contigo», «ouvimos os teus ensinamentos»… esta nossa pretensão de estar dentro, Jesus a desconcerta convidando-nos a procurar o último lugar.
- Na nossa cabeça, pela catequese que já tivemos e por tantos sermões que já ouvimos, é para nós um dado adquirido que a Igreja é composta por gentes de todas as nações. Porém, na prática, nas nossas paróquias não se fará ainda alguma discriminação de pessoas, baseada na sua região de proveniência, na riqueza que possuem, na sua posição social e habilitações académicas? A Palavra de Deus hoje nos interpela…


Rezar a Palavra e contemplar o Mistério


Ó Deus imprevisível! Quanto gostaria eu de conhecer “o dia e a hora”; ou o número, ainda que aproximado, daqueles que se salvam, suspeitando que serão poucos, já que a porta é estreita… Hoje, Senhor, através da tua Palavra, desconcertas a minha mesquinhez… Dás-me todos os povos como companheiros de estrada a caminho para Jerusalém, a cidade da fraternidade e da paz. Louvado sejas, meu Deus! Amem.


LEITURA I – Isaías 66, 18-21


Eis o que diz o Senhor:
«Eu virei reunir todas as nações e todas as línguas,
para que venham contemplar a minha glória.
Eu lhes darei um sinal e de entre eles enviarei sobreviventes às nações:
a Társis, a Fut, a Lud, a Mosoc, a Rós, a Tubal e a Javã,
às ilhas remotas que não ouviram falar de mim
nem contemplaram a minha glória,
para que anunciem a minha glória entre as nações.
De todas as nações, como oferenda ao Senhor,
eles hão de reconduzir todos os vossos irmãos,
em cavalos, em carros, em liteiras, em mulas e em dromedários,
até ao seu santo monte, em Jerusalém – diz o Senhor –
como os filhos de Israel trazem a sua oblação
em vaso puro ao templo do Senhor. Também escolherei alguns deles
para sacerdotes e levitas.

ConegoArmandoDuarte

Cónego Armando Duarte