Confraternidade de Santa Filomena

Recado do Diretor Espiritual

banner

2021-12-24

Solenidade do Natal do Senhor (Missa da Vigília)


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 1, 18-25)


Ideia principal: Jesus é o Messias da descendência de David, concebido por virtude do Espírito Santo; Filho de Deus, realiza na Sua pessoa as núpcias de Deus com o Seu povo.
- Na forma longa do Evangelho da missa da Vigília, é proclamada a genealogia de Jesus. Embora não seja lida – opção prevista na liturgia – ela é relevante para as comunidades judeo-cristãs, destinatárias do Evangelho de S. Mateus; Jesus é “filho de David, filho de Abrão”: o Salvador pertence ao povo de Israel!
- Aquilo que é narrado neste trecho do “Evangelho da Infância” de Mateus, não é relato jornalístico do acontecimento, mas uma catequese destinada a ensinar que Jesus é o Messias, que Ele vem de Deus, que Ele é o “Deus connosco”. Ainda na fase dos esponsais, José apercebeu-se que Maria estava grávida…um anjo do Senhor, num sonho, esclareceu o mistério: “Aquele que vai nascer é fruto do Espírito Santo”.
- O nome que Lhe será dado - “Jesus” significa “Jahwéh salva”- mostra que vem de Deus com uma proposta de salvação para os homens. É o Messias de Deus, da descendência de David… o anjo dirige-se a José como “filho de David” e pede-lhe que receba Maria e que imponha o nome ao Menino (vv 20-21), rito através do qual um pai assume a paternidade de uma criança. Filho de José, Jesus passa a fazer parte da família de David. Pela obediência de José, realizam-se os planos e as promessas de Deus ao Seu Povo.


Rezar a Palavra e contemplar o Mistério


Menino Jesus, amor de Deus que Se fez homem! Contemplo-Te, em silêncio, e pergunto-me: sou escravo ou livre? Condicionado pela propaganda, não será pagão o meu Natal? Jesus, perdoa-me e liberta-me! Aprenda eu com Tua Mãe e com Teu pai, José: o “sim” deles tornou possível a presença salvadora de Deus no mundo. Encontrar-me conTigo, escutar e acolher a Tua proposta libertadora é aquilo que quero. Amem.


EVANGELHO - Mt 1,18-25


O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo:
Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum,
encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo.
Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la,
resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado,
quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor,
que lhe disse: «José, filho de David,
não temas receber Maria, tua esposa,
pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo.
Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus,
porque Ele salvará o povo dos seus pecados».
Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o senhor anunciara
por meio do Profeta, que diz:
«A Virgem conceberá e dará à luz um Filho,
que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’».
Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara
e recebeu sua esposa. E não a tinha conhecido
quando Ela deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus.

ConegoArmandoDuarte

Cónego Armando Duarte