Confraternidade de Santa Filomena

Recado do Diretor Espiritual

banner homepage_icon
2019-12-08

DOMINGO II DO ADVENTO – Ano A
IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA


Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos (Rom 15, 4-9)

Ideia principal: O exemplo de Maria é sempre, e de modo especial no Advento, um convite a acolher, com um coração aberto e disponível, os planos de Deus para nós e para o mundo.
- Pelas normas da liturgia, os domingos do Advento têm precedência sobre as solenidades, devendo estas, quando ocorrem ao domingo, ser celebradas na segunda feira seguinte. Porém, atendendo ao significado que a Imaculada Conceição tem entre nós, a Santa Sé autorizou que Imaculada Conceição se celebre no seu dia próprio, ainda que seja domingo, como sucede este ano, mas a 2ª Leitura terá de ser a do II Domingo.
- A Carta aos Romanos, é uma carta de reconciliação. Paulo pretende afastar o perigo da divisão na Igreja e levar todos os cristãos, qualquer que seja a sua proveniência, a viver no amor. Pelo batismo tornaram-se irmãos; por Jesus, que lhes alcançou a salvação, foram todos confiados aos cuidados maternais de Maria.
- Paulo exorta-nos a ser construtores de um mundo pautado por uma verdadeira fraternidade, vivendo todos sob o impulso e o alento carinhoso e criador de Deus. Que mundo maravilhoso surgirá se alimentarmos os mesmos sentimentos uns para com os outros, segundo Cristo Jesus (v.5) e a uma só voz cantarmos os louvores de Deus (v.9). Frequentando a Escola da Imaculada o mundo novo surgirá mais rápido…


Rezar a Palavra e contemplar o Mistério


Jesus, nosso Salvador, Tu queres que a comunidade dos Teus discípulos seja lugar do amor, da partilha fraterna, do acolhimento, um sinal credível da Tua presença no mundo. Não é fácil… quantas vezes procuro congregar e acabo sendo fator de divisão… sem a Tua ajuda não venceria nunca o meu egoísmo e soberba! Hoje quero agradecer-Te uma ajuda especial: a Cheia de Graça, que por mim intercede e me ensina. Amem.


LEITURA I – Rom 15, 4-9


Irmãos: Tudo o que foi escrito no passado
foi escrito para nossa instrução,
a fim de que, pela paciência e consolação que vêm das Escrituras,
tenhamos esperança.
O Deus da paciência e da consolação vos conceda
que alimenteis os mesmos sentimentos uns para com os outros,
segundo Cristo Jesus,
para que, numa só alma e com uma só voz,
glorifiqueis a Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Acolhei-vos, portanto, uns aos outros,
como Cristo vos acolheu, para glória de Deus.
Pois Eu vos digo que Cristo Se fez servidor dos judeus,
para mostrar a fidelidade de Deus
e confirmar as promessas feitas aos nossos antepassados.
Por sua vez, os gentios dão glória a Deus pela sua misericórdia,
como está escrito: «Por isso eu Vos bendirei entre as nações
e cantarei a glória do vosso nome».

ConegoArmandoDuarte

Cónego Armando Duarte