Confraternidade de Santa Filomena

Recado do Diretor Espiritual

banner

2022-01-16

Domingo II do Tempo Comum – Ano C


Leitura da primeira Epístola do Apóstolo São Paulo aos Coríntios
(1 Cor 12,4-11)


Ideia principal: Os “carismas” – dons, através dos quais continua a manifestar-se o amor de Deus - têm de ser postos, com simplicidade, ao serviço de todos.
- “Carisma”, uma palavra tipicamente paulina, significa “dom gratuito de Deus”, concedido a quem Deus entende, para benefício da comunidade. Embora designe qualquer graça, “carisma” usa-se muitas vezes para significar “dons especiais” concedidos pelo Espírito a determinadas pessoas ou grupos. Dons de Deus que podem dar origem a divisões, se aqueles a quem são concedidos os usam para dominar os outros.
- Paulo começa por pôr em evidência a única origem de todos os “carismas”: reportam-se ao mesmo Deus, ao mesmo Senhor, ao mesmo e único Espírito. Depois, a sua enorme variedade: “distribuindo-os a cada um conforme Lhe agrada”. Finalmente, a única finalidade desses dons: são manifestações extraordinárias que o Espírito concede aos membros de uma comunidade para o bem da própria comunidade.
- No texto, a 2ª Leitura da missa deste domingo, Paulo enumera diferentes tipos de “carismas”. Cada batizado possui o Espírito Santo, portanto, a cada um foi concedido algum “carisma”. Há “carismas” mais importantes uns que outros? Não, assim como não há “cristãos de primeira” e “cristãos de segunda”… A diversidade de carismas é providencial, pois contribui para que a comunidade seja bem servida.


Rezar a Palavra e contemplar o Mistério


Ó Deus Trindade, fonte de todos os “carismas”, graça dada a cada um, segundo critérios que só Tu conheces, para que sejamos reflexo da comunidade trinitária, Pai, Filho e Espírito Santo! Deus Amor, a minha riqueza são os “carismas” que na Tua liberalidade me concedeste. Perdoa-me, Senhor, se alguma vez usei mal a graça concedida; que eu saiba tudo pôr ao serviço de todos, da comunhão e da fraternidade. Amem.


LEITURA II – 1 Cor 12,4-11


Irmãos:
Há diversidade de dons espirituais, mas o Espírito é o mesmo.
Há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
Há diversidade de operações,
mas é o mesmo Deus que realiza tudo em todos.
Em cada um se manifestam os dons do Espírito para o bem comum.
A um o Espírito dá a mensagem da sabedoria,
a outro a mensagem da ciência, segundo o mesmo Espírito.
É um só e o mesmo Espírito
que dá a um o dom da fé, a outro o poder de curar;
a um dá o poder de fazer milagres,
a outro o de falar em nome de Deus;
a um dá o discernimento dos espíritos,
a outro o de falar diversas línguas,
a outro o dom de as interpretar.
Mas é um só e o mesmo Espírito que faz tudo isto,
distribuindo os dons a cada um conforme Lhe agrada.

ConegoArmandoDuarte

Cónego Armando Duarte