Confraternidade de Santa Filomena

Recado do Diretor Espiritual

banner homepage_icon
2019-11-24

DOMINGO DE CRISTO-REI – Ano C


Leitura do Segundo Livro de Samuel (2 Sam 5,1-3)

Ideia principal: O rei David ficou na memória de todo o Povo, que durante séculos esperou a restauração do reino de David. Esta esperança cumpriu-se em Jesus, no “Reino” que Ele anunciou e tornou presente.
- No ano 1007 a.C., com a morte do rei e de seus filhos Jónatas e Ishboshet (reinou ainda 2 anos), bem como de Abner, chefe militar, o reino de Saul ficou muito fragilizado. Os anciãos do reino do Norte, foram então a Hebron pedir a David, desde há 7 anos rei de Judá, que reinasse também sobre as outras tribos de Israel. Por volta do ano 1005 a. C., é aclamado rei e inicia uma época de felicidade para todo o Povo.
- Esta investidura real plebiscitária é a consequência da vitória militar de David, cujo exército, chefiado por Joab, não apenas eliminou Abner, mas também, provavelmente, o rei Ishboshet. Os catequistas deuteronomistas, autores deste texto, fazem uma leitura teológica da história… David aparece como o rei que Deus escolhe, extensão da Sua própria realeza, através do qual Deus apascentará o Seu Povo.
- Terminamos o ano litúrgico contemplando Jesus na Sua realeza, que assume conotações peculiares… O Evangelho (Lc 23, 35-43) tem por cenário o Calvário. No centro, não está um trono, mas a Cruz, patíbulo dos escravos. Não há lugar para a linguagem do poder nem para sinais de força. Cristo quer ser reconhecido como rei pela adesão livre, no amor. A Sua linguagem é a do perdão, da misericórdia e do serviço.


Rezar a Palavra e contemplar o Mistério


Ó Deus, Rei do Universo! Na Cruz, contemplo o Teu Filho Jesus, que nos enviaste e nos propõe um Reino alicerçado sobre o amor, o perdão, o dom da vida. Os anciãos de Israel submetem-se ao rei David, pela sua força e pelo seu poder. Como eles, no final de mais este ciclo da liturgia, renovo a decisão de me submeter a Jesus, Rei vencido pela força, porém vitorioso na debilidade do amor. Viva Cristo-Rei! Amem.


LEITURA I – 2 Sam 5,1-3


Naqueles dias,
todas as tribos de Israel
foram ter com David a Hebron e disseram-lhe:
«Nós somos dos teus ossos e da tua carne.
Já antes, quando Saul era o nosso rei,
eras tu quem dirigia as entradas e saídas de Israel.
E o Senhor disse-te:
“Tu apascentarás o meu povo de Israel,
tu serás rei de Israel”».
Todos os anciãos de Israel
foram à presença do rei, a Hebron.
O rei David concluiu com eles
uma aliança diante do Senhor
e eles ungiram David como rei de Israel.

ConegoArmandoDuarte

Cónego Armando Duarte