Santa Filomena em Portugal

Lugares de Culto

banner homepage_icon

Distrito de Braga   

Capela da Nossa Senhora da Misericórdia, Ferreiros, Braga

Ferreiros é uma freguesia do perímetro urbano da cidade de Braga, tendo Santa Maria como orago.
"A Capela da Misericórdia é um pequeno templo que foi edificado em 1892 e possui, além do altar-mor, onde se destaca a imagem de Nossa Senhora da Misericórdia, mais dois pequenos nichos altares que encerram algumas imagens como a de Santa Filomena e a de São Brás."
Aqui se realizam duas grandes festas religiosas: a de São Brás a 3 de Fevereiro e a da Nossa Senhora da Misericórdia a 8 de Setembro.


Fontes: texto: Freguesia de Ferreiros; foto da igreja: Google Maps; foto da imagem de Santa Filomena, gentilmente cedida pelo autor.

Basílica de São Pedro, Guimarães

Localizada Largo do Toural, “sala de visitas” da cidade, a sua construção foi iniciada em 1737 e concluída em 1884, sem que tivessem sido construídas as duas torres previstas, mas apenas uma.
Ainda em fase construção recebeu o título de basílica menor em 1751 pelo papa Bento XIV.
Num documento publicado em janeiro de 1997 sobre o património da cidade de Guimarães no capítulo dedicado a esta Igreja, é referido "Na galilé, abre-se à direita uma capela da invocação de Santa Filomena" [1]. Mas Atualmete neste local encontra-se a imagem do Orago São Pedro, estando a imagem de Santa Filomena no interior da Igreja, sobre uma linda mísula do lado da Epístola.


[1] FERRÃO, Prof. Arq. Bernardo com Dr. José Ferrão Afonso - Edificações Do Centro Histórico E Sua Envolvente Com Interesse Patrimonial (Fichas), Porto Janeiro de 1997. Disponível na internet. Consulta feita em 23/7/2019.

Os nossos agradecimentos à Sra. D. Filomena Pinho cujas preciosas informações nos levaram a conhecer esta igreja.

Igreja de São José de Ribamar, Póvoa de Varzim

A paróquia de Ribamar, orago São José, é uma das três paróquias que integram a cidade da Póvoa de Varzim. A Igreja Paroquial de São José de Ribamar e o Centro Pastoral contíguo situam-se numa das principais artérias da Póvoa de Varzim, a Avenida Mouzinho de Albuquerque, bem no coração da cidade.
A igreja paroquial de São José de Ribamar foi aberta ao público em 1960, e está situada no que é conhecido localmente, por Bairro Norte. De dimensões apreciáveis, a igreja caracteriza-se exteriormente pelas paredes superiores em tons rosa, e pela enorme torre sineira a fazer lembrar um farol. Interiormente é de arquitectura bastante simples, com uma só nave e galerias laterais, onde estão expostos todos os santos excepto o padroeiro. Esta igreja dista das praias e da avenida marginal apenas cerca de 150 metros, e em anexo tem o centro pastoral, que inclui no mesmo espaço a residência paroquial e a casa mortuária.
No corpo da igreja é possível observar as imagens do padroeiro São José no altar-mor, e do lado do Evangelho as imagens do Sagrado Coração de Jesus, São Judas Tadeu, São Domingos e Santo António. Do lado da Epístola temos Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora da Boa Nova, Santa Luzia e Santa Rita de Cássia.
A cidade da Póvoa de Varzim está integrada no Arciprestado de Vila do Conde/Póvoa de Varzim, Arquidiocese de Braga. A principal festa litúrgica e romaria são em honra do padroeiro São José, festa que ocorre no segundo domingo de Setembro desde 2014, depois de um interregno de 61 anos. A festa compreende entre outros, uma procissão com vários andores e figurantes, que percorrem várias das principais ruas circundantes à igreja.


A escultura de Santa Filomena encontra-se num espaço adjacente que liga o altar-mor ao centro pastoral contíguo à igreja, espaço onde encontra a companhia das imagens de Santa Teresinha do Menino Jesus e de Santa Adelaide, Imperatriz da Alemanha.
A imagem de Santa Filomena é em madeira e com alguns elementos em metal, como a palma. À semelhança de outras imagens presentes em São José de Ribamar e noutras igrejas e paróquias da Póvoa de Varzim (no que parece ser uma característica poveira, a imponência das imagens escultóricas), a escultura assume grandes proporções, não espantando que tenha cerca de 160cm de altura.
A bela, elegante e proporcionada imagem foi oferta de um devoto local e foi produzida nas Oficinas da Casa de Fânzeres. Não há menção que a imagem tenha participado em procissões, até porque estas só foram retomadas pela paróquia em 2014, após 61 anos de interrupção.
Iconograficamente, a escultura apresenta todos os elementos característicos de Santa Filomena como a âncora, as flechas, a coroa de rosas e a palma. Nesta imagem em particular, realce para as pedras brilhantes incrustadas no manto e para os pormenores minuciosos presentes na faixa que envolve a cintura.


Fontes: texto e fotos de Santa Filomena e do interior da igreja por Jorge de Brito cuja preciosa colaboração muito agradecemos. Foto exterior da igreja: Gonçalves, Padre José 2006, Memórias da Paróquia de S. José de Ribamar Póvoa de Varzim 1935-2005, com autorização expressa do autor.

images/separador-horiz.png